Balada Gay em Nova York

Sugarland

Como uma cidade com oportunidades ilimitadas, New York há muito tempo tem apelo especial para a comunidade LGBTQ+ (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, queers e mais). Estima-se que existam mais de meio milhão de moradores LGBTQ+ na cidade de Nova York, o que resultou em um grande número de locais e clubes LGBTQ+ friendly.

Comunidade LGBTQ+ em Nova York

Nova York há muito tem sido considerada o lugar que deu início ao movimento pelos direitos dos homossexuais. Logo após a Segunda Guerra Mundial, muitos homens gays, lésbicas, travestis e transexuais encontraram refúgio nos bairros de Greenwich Village, no Upper West Side, e Harlem. Naquela época, não havia direitos para essas pessoas e as práticas homossexuais eram considerados puníveis por lei. As leis anti-gays (muitos estabelecimentos públicos não eram acolhedores para a comunidade LGBTQ+ e algumas leis proibiam servir bebidas alcoólicas para gays), assim como batidas policiais de bares gays em 1969 levaram a uma série de revoltas violentas contra a polícia pela comunidade LGBTQ+: Stonewall Riots.

Stonewall Inn, onde a revolta começou, foi reaberto desde então (53 Christopher Street). Após essa revolta pelos direitos homossexuais, revoltas se espalharam por todo o mundo em busca de direitos iguais para a comunidade LGBTQ+. O mais recente sucesso para os nova-iorquinos foi a introdução do casamento gay, em junho de 2011.

Área LGBTQ+ no Chelsea

A área gay mais popular de Nova York é o Chelsea, entre a 14th Street e o Hudson Yards, no lado oeste de Manhattan. Devido a maior aceitação após os Stonewall Riots, muitas pessoas LGBTQ+ queriam viver em Greenwich Village, mas os preços para morar eras muito altos. O Chelsea era uma opção mais em conta, onde todos eram muito bem-vindos. Isso ainda pode ser observado atualmente. No Chelsea, você vai encontrar muitas baladas gays e outros estabelecimentos. Para quem tem um gosto mais refinado: bom jantar, butiques e galerias de arte incríveis também podem ser encontrados por lá.

New York Pride

Todo ano, ocorre a New York Pride. Esta parada encerra o mês do orgulho LGBTQ+ de forma festiva em Nova York. A parada vai da Fifth Avenue até o Greenwich Village, passando pelo Stonewall Inn. A NYC Pride é um defile bem alegre com vários tipos de carros e começa por volta do meio-dia.

Baladas Gay em Nova York

Contudo, o Chelsea não é o único local da cidade para vida noturna LGBTQ+: por toda Nova York, há uma ampla oferta de bares, clubs e festas. Após várias considerações, há três lugares que creio que você não deveria deixar de ir:

Le Bain

No 18º andar do Standard Hotel, você encontra esse clube de dois andares chamado Le Bain. O nome Le Bain vem da piscina que fica ao lado da cabine do DJ. Quando o clube está aberto no verão, as pessoas podem nadar na piscina. Durante o inverno, a piscina serve como uma pista de dança extra. A boate inteira tem uma vista espetacular de Manhattan e do Hudson River. Quando o clima estiver gostoso, vá para o 19º andar e desfrute do seu coquetel no terraço. Nas Quintas, Le Bain  se torna o local para o estiloso público jovem gay. Homens, mulheres, gays, héteros… todos são bem vindos. As bebidas são caras, mas o clima é 100% Manhattan: vista incrível de qualquer ângulo, gente bonita e ótimos DJs.

Balada Gay em Nova York - Terraço Le Bain Balada Gay em Nova York - Piscina Le Bain

Industry Bar

Como sugerido pelo nome, Industry Bar era originalmente um armazém industrial, renovado em um bar elegante. Em quase todas as noites da semana, Industry Bar tenta criar noites temáticas, que incluem shows de travestis, torneios de bilhar, ou atividades americanas (como assistir a programas de TV, como Desperate Housewives ou RuPaul’s Drag Race). Os frequentadores tem entre 20 a 40 anos e incluem brancos, afro-americanos e asiáticos. Nos fins de semana, Industry Bar fica bem lotado e o público é composto quase que exclusivamente por homens e algumas mulheres com muitos amigos gays. Prepare-se para quando o clube toca música pop, o público vai à loucura. Industry Bar possui dois bares, cabines privadas, uma mesa de sinuca e um palco onde as pessoas podem dançar. As bebidas são razoáveis, no entanto, os banheiros são um desastre (faça xixi antes de sair de casa), mas a atmosfera é sempre ótima.

Barracuda Lounge

Esse lugar é um clássico em termos de bares gays em Nova York. É conhecido por uma atmosfera tranquila, shows de drag divertidos e bebidas baratas.

Os clubes mencionados acima, normalmente, não cobram taxa de entrada. No entanto, os clubes fecham entre 02:00 e 4:00. Não se esqueça de sempre levar seu passaporte quando sair e sempre dê, pelo menos, US $1 de gorjeta por bebida. Divirta-se!

Achou este artigo útil? Dê uma classificação:

Ao continuar usando este site, você está concordando com a Política de Privacidade e uso de cookies. Veja mais informações aqui.